Onde ficar em bangkok

Onde ficar em Bangkok

Bangkok é uma cidade multicultural e tem TUDO que você possa imaginar, desde bares e restaurantes incríveis, shoppings gigantescos e até pistas de patinação no gelo. Tornando muitas vezes complicado a escolha do local ideal para ficar. A decisão deve ser feita com base em alguns fatores como: atrações próximas; facilidade de transporte; e claro, preço. Para ajudar você a decidir a melhor região para sua estadia na Big Mango, preparamos um guia especial com as características das principais regiões da cidade com seus prós e contras.

Dividimos o mapa da cidade em 7 partes com base num mix de um mapa do Lonely Planet e nossa experiencia de três meses na cidade. Bangkok é enorme, mas ficar em regiões fora dessas a seguir torna-se mais complicado para conhecer a cidade.

Mapa bangkok

A região numero 1 é onde se localizam as principais (ou mais famosas) atrações da cidade. É a região do Wat Pho, Grand Palace e Wat Phra Kaew (Buda de esmeralda) e também do Wat Arun, famoso por suas belas fotos ao nascer do sol. É uma região muito interessante caso você queira conhecer os principais pontos turísticos e pretende ficar pela cidade apenas por um ou dois dias. Essa região fica bem longe da linha de metrô ou BTS, que são as formas mais fáceis de se locomover pela cidade. Daqui você precisará pegar um taxi, tuk tuk ou ônibus para chegar até o centro.

GOPR0821blog

A segunda região é a mais frequentada por mochileiros. Ali se localiza a Khao San Road. Famosa após o filme “A ilha” com Leonardo Dicaprio, a rua é hoje um ponto de encontro de pessoas de todo tipo. É um lugar bacana para fazer novas amizades, compras, tomar uma cerveja ou simplesmente apreciar a diversidade, ao mesmo tempo em que fica próximo das atrações mais famosas. O metrô ou o BTS também ficam longe dessa região, mas a vantagem é que aqui você consegue dividir o táxi, uber ou tuk tuk com algum dos muitos mochileiros que por lá ficam.

DSC02327

A região de numero três é onde se localiza o Dusit Zoo, o Ananta Samakhom e a antiga residência do rei. A região como um todo é muito bonita, com diversos canais e uma arquitetura bem marcante. Todo esse conjunto te faz notar a importância que o rei possui para o povo. Infelizmente ela também fica bem longe do metrô ou do BTS.

DSC01984

A quarta região é Chinatown. Aqui você encontra de tudo! Comida, roupas, acessórios e muito mais, tudo balato balato (péssima piada). Outra inusitada atração do bairro são os diversos restaurantes onde o prato principal é barbatana de tubarão (cabe a você decidir até que ponto isso é legal). É nesse bairro que se localiza o Wat Tramit – onde fica o buda de ouro, com 5,5 toneladas de ouro maciço. Esse bairro já tem maior proximidade com o metrô e o BTS, se tornando mais fácil o transporte para outras regiões da cidade.

DSC01597blog

A quinta região é a parte central, aqui se localizam os principias shoppings da cidade (e são muitos, acredite). Aqui o transporte é farto de estações do BTS e metrô, que te permitem ir e vir da maioria dos locais da cidade. É uma região rica de bares e restaurantes, com uma vida noturna agitada. Fica fácil acessar essa região vindo do Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi uma vez que existe uma linha de metrô dentro do aeroporto que liga até o centro. A desvantagem é que por ser uma região central e mais desenvolvida (chamada de Bangkok moderna) é também a região mais cara.

central w (1)

A sexta região é onde se localiza uma das nossas atrações favoritas, o Lumpini Park. Esse parque é fantástico e se você for passar mais que alguns meses pela cidade você com certeza gostaria de estar perto dele. Nele você encontra uma enorme pista de corrida, área para pedalar, equipamentos de ginástica, quadra de tênis, e tudo que você pode esperar, e não esperar, de um parque. Se quiser saber mais a gente tem um post completo dele aqui. A região também é agraciada com muitos restaurantes e estações de metrô e BTS. É também uma região um pouco mais cara, mas vale o investimento para quem planeja ficar por um período um pouco maior.

DSC01707blog

A última, mas não menos importante região, é Sukhumvit. A região é cheia de expats e basicamente de classe média. Agraciada com diversas estações do BTS e metrô fica fácil se locomover daqui para qualquer ponto da cidade. Mais em conta que os locais centrais, essa região oferece uma infinidade de restaurantes, bares e supermercados e possui uma vida noturna agitada. Em contrapartida essa região não possui nenhuma das grande atrações da cidade, sendo assim para chegar até qualquer uma delas você terá que usar o transporte público, taxi ou uber. Ficamos nessa região nos primeiros dois meses em Bangkok, na verdade mais afastado do que mostra o mapa, porém era próximo ao BTS, que facilitou muito na hora de passear pela cidade.

GOPR0785blog

Uau! Acabamos de notar que esse post também serve bem para localizar muitas das atrações da cidade no mapa de uma forma bem fácil 🙂 Mas enfim, cada região tem suas vantagens e desvantagens, basta planejar qual tipo de viagem você vai querer fazer, por quanto tempo e com qual orçamento. Se tiver dúvidas ou quiser uma sugestão deixe seu comentário que a gente te ajuda!